segunda-feira, 9 de maio de 2011

...

Agora que eu até andava numa boa fase no que diz respeito à ausencia da minha avó, recebo a noticia que dia 31 de Maio vai acontecer aquilo que eu julgava estar ainda longe de acontecer!
Para mim os cemitérios não me dizem absolutamente nada, as flores para mim devem ser dadas enquanto andamos por aqui, não me sinto mais perto Dela se lá for e já deixei bem claro que não quero acabar num sitio daqueles, desculpem as pessoas mais sensiveis para mim não passa de um negócio...
Ao meu marido não lhe agrada nada a ideia de eu ir mas não consigo conceber na minha cabeça que lhe voltem a tocar sem estar presente!!!
Só queria que estivesse aqui...
Só queria que estivesse ao meu lado...
Só queria que estivesse ao lado do meu filho...
Só queria que estivesse aqui a olhar por nós...
E pronto já sei que a partir de hoje e por algum tempo as coisas vão ser dificeis.

3 comentários:

  1. Em relação a primeira parte do teu texto, sou da mesma opinião...quem perdi e teve mais embate sobre a minha vida foi o meu bisavô, já eles nos dizia que para lhe mimarem era enquanto vivo porque depois de morto não precisaria de nada...

    Quanto ao resto muitos miminhos e muita força, eu sinceramente não conseguia lá estar nesse momento mas compreendo a tua parte.

    Miminhos miminhos

    ResponderEliminar
  2. 1 beijinho vom para a madrinha de casamento mais linda do mundo :-)

    ResponderEliminar
  3. Doi muito a ausência da minha avó, sem dúvida...muito mesmo...ainda hoje choro compulsivamente quando penso nisso...já passaram 2 anos...vai continuar a doer, sempre:(

    ResponderEliminar