segunda-feira, 31 de outubro de 2011

...

Ontem senti-me revoltada, revoltada com um sistema que tem que seguir um protocolo só porque tem e esquece que cada pessoa é única e cada caso é um caso.
Ao ver a reportagem da SIC, sobre uma menina que hoje tem 6 anos e sofreu de cancro e sobre a luta de uns pais para salvarem a sua filha lutando contra tudo e todos percebi que afinal as coisa podem ser diferentes...
Foram contra os os médicos que lhe queriam fazer 27 sessões de quimioterapia, sem certeza sequer se ela aguentaria, fugiram durante meses para que a protecção de menores não lhes retirasse a filha e acreditaram num tratamento novo no qual a maioria dos médicos não acredita, mas só por acaso foi prémio Nobel da medicina este ano!
A menina neste momento não tem a doença activa e pode dizer-se portanto que está curada!
Cada vez acredito mais que o coração dos pais sabe o que é melhor para os seus filhos, que está a cima do conhecimento dos médicos, a cima das leis, a cima de tudo e de todos...
Abraçar o Matias depois de ver aquela reportagem acalmou-me a alma, mas não me fez perder o medo.
Sim tenho medo de voltar a passar por tudo novamente, voltar a ver o sofrimento que vi e a cima de tudo medo de voltar a perder!
Tenho medo e vivo assim há 11 anos...


1 comentário:

  1. Vi a reportagem e chocou-me um bocadinho perceber que estes pais precisaram de andar fugidos só porque estes médicos/Ssocial queriam uma coisa que os pais não queriam...

    É chocante perceber que não somos donos no nosso nariz e perceber que temos de fugir quando achamos que aquela não é a solução para o nosso filho e alguém desconhecido tenta-nos impor isso!

    ResponderEliminar