terça-feira, 18 de outubro de 2011

Partidas da vida

Do outro lado ouvia-se uma voz desesperada que dizia:
- Anda rápido, anda para casa, é a Laskinha...
Voei até chegar ao pé dela, não precisei de ouvir mais nada.
Quando cheguei as  lágrimas corriam pelo rosto da minha irmã, a Laska aparentava estar bem, fez a mesma festa de sempre quando nos vê.
Aguardámos um pouco e cerca de 40 minutos depois repete-se o sucedido, estava a brincar com sua bolinha e começa a trocar as patinha...
Peguei-a ao colo e o seu corpinho tremia nos meus braços, os olinhos estavam vidrados como se implorassem por ajuda e eu só lhe conseguia dizer:
-Tem calma Laskinha, estamos aqui, a dona não te vai deixar...
Segundo o dono estivemos nisto um minuto e pouco, a mim pareceu-me uma eternidade!
Corremos para o veterinário, fizeram-lhe emograma e análises ao figado, estava tudo bem. Havia apenas uma quantidade de eritrocitos anómala próprio de quem teve uma espécie de convulsão.
Quando a veterinária:
-Tudo indica que a vossa menina teve um ataque de epilepsia...
Não queria ouvir aquilo, não queria passar por tudo outra vez, não agora que já tinha conseguido guardar num catinho muito escondido tudo o que tinha passado com o King.
Não consegui conter-me nem mais um segundo e chorei...
Saimos de lá com medicação apenas para se houver ataques, não vamos para já fazer medicação preventiva uma vez que é muito agrssiva para o figado, só passaremos para esta medicação se os ataques se repetirem muitas vezes.
Hoje uma parte de mim está vazia, a preocupação não me larga...
Porquê à nossa menina, porquê se lhe queremos tanto e lhe tentamos dar o melhor.
Queria mil vezes ser eu a estar doente.

10 comentários:

  1. :( eu não posso ler estas coisas :( não posso mesmo!!

    Que tudo corra bem, que não passe de um susto e que com a maedicação ela melhore, do fundo do coração que ela não tenha mais esse tipo de ataques e que tenha sido passageiro...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. oh lamento muito...!! espero que os ataques não se repitam de coração! uma amiga tem um cão com epilepsia e é complicado realmente, mas ele é medicado diariamente e já tem uma data de anos :) coragem, sei que é complicado quando os nossos pequenitos estão doentes

    ResponderEliminar
  3. Espero que melhor e que nao se repita..beijo
    me visita!

    ResponderEliminar
  4. As melhoras da Laskinha e muita coragem para os donos. É dificil ter alguem da familia doente :(
    Claudia
    omilagrerafel.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. :( espero que não se voltem a repetir os ataque...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. sei bem o que isso é pois cá em casa tb já aconteceu.
    Vi isso a primeira vez num cão que a minha mãe teve, mas o meu cão, o big, que nunca revelou nada disso de um momento para o outro já teve uns dois ou três ataques desses!
    É de ficar com o coração bem apertadinho, nem quero pensar...
    Mas vai tudo correr bem! Fico a torcer por vocês! Bjs

    ResponderEliminar
  7. :(:(:(:(:(:( AIII!
    Como está hoje a Laskinha???????
    Vais ver que foi uma vez sem exemplo:(:(:(:(
    Beijos para todos:(
    Rita

    ResponderEliminar
  8. =( ohh. que dor. a minha tia teve uma huskie com epilepsia, tomava diariamente medicação e teve uma qualidade de vida bem boa! as melhoras da Laskinha! Martinha, nos e o cao

    ResponderEliminar
  9. Oh Rafaela...as lágrimas correm-me pela cara...O nosso Kilo, que já cá não está por causa dessa doença estúpida...e eu juro que há momentos em que ouço os meus 4 patas a brincar e há um barulho diferente, a imagem que vejo é logo um ataque de epilepsia:(
    Mas, e antes de ficares preocupada com isso, pensa que pode ocorrer uma vez apenas, pode ter sido reacção de alguma coisa que comeu até...Para além do mais, todos os casos que conheci de epilepsia com a medicação ficaram controlados! Muita, muita sorte para a Laskinha! Se precisares de outra opinião de vet, a minha aqui em Azeitão é super competente, ou se precisares de perguntar alguma coisa, desabafar, infelizmente tenho curso dessa doença, pede-me o mail no meu blog, sim? Beijinho grande*

    ResponderEliminar